Incentivos em Energia Solar ampliam ainda mais o mercado em SP - NHS Solar skip to Main Content

Incentivos em Energia Solar ampliam ainda mais o mercado em SP

Incentivos Em Energia Solar Ampliam Ainda Mais O Mercado Em SP

Diversos incentivos vem sendo direcionados ao mercado de Energia Solar no estado de São Paulo. Aliás, aconteceu nesta semana o 2° Seminário Sistemas de Energia Solar Fotovoltaica em Prédios Públicos do Estado de São Paulo.

O evento foi promovido pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente de São Paulo. Bem como, pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pelo Consórcio Nippon Koei LAC-Cobrape. Assim, o evento contou com debates sobre iniciativas para impulsionar a geração de energia renovável.

“Atualmente, existem incentivos para 51 projetos de energia solar licenciados pela Cetesb com uma potência de 2 GW. A saber, que receberam um investimento no valor de R$ 3,8 bilhões.

Temos uma oportunidade única para discutir a descentralização e as demandas do setor”. Conforme comentou a diretora-presidente da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, Patrícia Iglecias.

O objetivo é que as mais de 12 mil edificações do Estado apontadas pelo estudo sejam abastecidas por energia solar. O uso desse tipo de geração promove o conceito de cidades sustentáveis e inteligentes, e de quebra pode gerar uma economia de R$ 12,5 milhões por mês aos cofres públicos.

O evento faz parte do Convênio de Cooperação Técnica entre a Secretaria e o BID firmado para desenvolver, demonstrar e impulsionar a geração distribuída com energia renovável através do uso de energia solar fotovoltaica. O objetivo é gerar eletricidade e reduzir os custos nas contas de energia elétrica.

“É o momento de fortalecer e dar incentivos a energia fotovoltaica na matriz energética paulista e o Estado precisa dar o exemplo”, afirmou o Secretário Marcos Penido.

 

2° Seminário Sistemas de Energia Solar Fotovoltaica em Prédios Públicos do Estado de São Paulo

Nessa edição do seminário foram apresentados os resultados obtidos até o momento pela consultoria contratada. Conforme informações do Consórcio Nippon-Cobrape, denominado “Apoio ao Governo do Estado de São Paulo no desenvolvimento de conhecimento, informações e ferramentas para disseminar o uso de sistemas de energia solar fotovoltaica em edifícios públicos no Estado”.

“São Paulo guia o desenvolvimento do Brasil. Bem como, da América Latina e pode ser exemplo. Logo, escolhemos o Estado”, disse o especialista em Energia do BID, Arturo Alarcón.

No ano passado foi regulamentada em São Paulo a norma que isenta a cobrança de ICMS de equipamentos e componentes utilizados para a geração de energia fotovoltaica destinada ao atendimento de consumo de prédios públicos.

Segundo o secretário da Fazenda do Estado na época, Helcio Tokeshi, a medida incentiva a fabricação dos componentes, bem como sua utilização por órgão públicos, sejam eles escolas, hospitais, universidades e até mesmo presídios.

Estão na lista peças, estruturas de suporte, cabos elétricos, disjuntores, transformadores, inversores, conversores, quadros de comando e seguidores solares tipo “tracker” utilizados na montagem dos sistemas.

Conforme informações da Antena 1.

Conheça a NHS Solar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top