Leilão português de energia solar quebra recorde mundial - NHS Solar skip to Main Content

Leilão português de energia solar quebra recorde mundial

Leilão Português De Energia Solar Quebra Recorde Mundial

O enorme leilão português de energia solar quebrou um recorde mundial, com uma das 24 licenças ofertadas sendo vendida por 14,76 euros por megawatt-hora (MWh), disse nesta terça-feira (30) o secretário de Estado de Energia do país, João Galamba.

Entre as entidades que inicialmente competiam pelo leilão de 1.150 megawatts (MW), houve 13 vencedores. Conforme disse Galamba, sem fornecer quaisquer nomes. Uma fonte familiarizada ao assunto afirmou que houve vários agentes europeus entre os vencedores. Mesmo assim, as portuguesas EDP e Galp não estão entre eles.

O diário português Jornal de Negócios noticiou que a espanhola Iberdrola venceu sete das 24 licenças disponíveis. Ao passo que, a francesa Akuo arrematou 370 MW. Com base nas localizações onde as usinas solares serão instaladas, foram realizados leilões em que os vencedores seriam aqueles que oferecessem os maiores descontos à tarifa de 45 euros/MWh.

“O primeiro leilão em Portugal foi um sucesso”, disse Galamba à Reuters. “Houve descontos brutais e, além de recebermos os menores preços na Europa, batemos novas mínimas mundiais.”

No ano passado, a Solar Power Europe afirmou em um relatório que as menores ofertas em energia solar no mundo haviam ocorrido na Índia. A saber, por uma taxa de 16,70 euros/MWh.

Este é o maior leilão português de licenciamento de qualquer forma de energia já lançado. Além disso, representa mais que o dobro da atual capacidade de energia solar instalada no país.

“Este leilão mostra que a transição energética, com a qual o governo está comprometido, não apenas pode acelerar fortemente o investimento e a penetração das renováveis em Portugal, mas também fazê-lo a preços muito baixos”, acrescentou Galamba.

Conforme informações do G1.

Conheça a NHS Solar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top